usuarios on line

domingo, 8 de julho de 2012

Futebol e História - Revolução Constitucionalista de 32 - Cartazes históricos - orgulho de ser paulista - Non Ducor Duco

olá amigos,

Em 1932 o país vivia a ditadura de Getúlio Vargas. O Estado de São Paulo sofria com ela. O paulista era maltratado pelo Governo Federal.  O estopim foi a repressão do governo a uma manifestação no centro de São Paulo, próximo a Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, que culminou na morte Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo - o famoso MMDC.

São Paulo liderou uma revolução pró- constituição. 9 de julho foi o início de tudo.

A Revolução foi tão importante para São Paulo, que até hoje, e com muito orgulho, os derrotados comemoram-na.

O Estado de São Paulo lutou sozinho contra o País (governo Federal). Minas Gerais na última hora se aliou a Getúlio Vargas. Depois disso o país mudou. Houve nova Constituição.

Atualmente, o dia 9 de julho, que marca o início da Revolução de 1932, é a data cívica mais importante do estado de São Paulo e feriado estadual. Os paulistas consideram a Revolução de 1932 como sendo o maior movimento cívico de sua história.

Nossa homenagem aos 941 paulistas, números oficiais, ou 2.200 números extra-oficiais,  que tombaram defendendo a democracia!!!!!!!!






Revolução Constitucionalista de 1932 - Cartaz de convocação de voluntários(Acervo do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo/Foto de Renato Chaui)
Revolução Constitucionalista de 1932 - Cartaz de convocação


Mais fotos abaixo






convocando a população ...





Cartaz da Revolução Constitucionalista de 1932
Cartaz da Revolução Constitucionalista de 1932




http://saudadesampa.nafoto.net/images/photo20100709125836.jpg




Revolução de 1932 1



 Cartaz da Revolução Constitucionalista de 1932

9 de Julho. Orgulho de ser paulista !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

2 comentários:

  1. Muito boa essa homenagem. Passados 80 anos, precisamos manter viva na memoria do povo a verdadeira historia da Revolucao de 32.....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olá amigo,

      Meu padrinho, à época com 21 anos, lutou na revolução. Ele morreu nesse ano, senão estaria desfilando no Ibirapuera.

      gde. abraço

      Excluir